quinta-feira, 24 de outubro de 2013

É Vero! #23 - Queda de Cabelo

A queda de cabelo pode ter um efeito devastador na autoestima de qualquer pessoa. Imagine em uma mulher.  Chamado de alopecia, a queda do cabelo feminino, possui mais de cem causas prováveis e identificá-las não é uma tarefa fácil.
A Dermatologia é a especialidade médica que trata este problema e suas causas. A Tricologia é a especialização máxima que se refere a pelos e cabelos de modo geral.
E, como principais causas que temos para a temida queda de cabelos, podemos apresentar o trio heranças hereditárias, desequilíbrios do organismo e estresses psicológicos.

Diferente do que ocorre com os homens, a perda de cabelos na mulher, distribui-se por toda a região do couro cabeludo, raleando-o. No homem, no entanto, pode faltar em locais delimitados como no alto da cabeça, perder o contorno da testa, de toda a fronte ou ficar     apenas nas famosas entradas.
A causa genética, alopecia androgenética ou calvície feminina, pode ser causada por fatores individuais. Elas podem ser leves e apenas temporárias. Muitas vezes, a mulher não percebe a queda, que pode iniciar no fim da adolescência, mas, sim, a diminuição do volume capilar, por exemplo, ao prender um rabo de cavalo. Os cabelos podem cair lentamente ou ter afinada a espessura dos fios. Quanto antes for percebido e iniciado o tratamento, melhores resultados serão obtidos, mesmo que não curados (é genético!).


As pessoas perdem, naturalmente, cerca de cem fios de cabelos por dia, enquanto outros tantos nascem. Quando há um desequilíbrio nesta conta, caracteriza-se uma perda, que pode ser reversível, o eflúvio telógeno.. Podemos ajudar com cuidados médicos e externos, logo que percebido, mas ultrapassado o problema causador, o crescimento volta ao normal. Boa alimentação, uso de produtos específicos e de boa qualidade, suspensão de métodos invasivos de embelezamentos, mudanças na rotina diária e acima de tudo a ajuda de um especialista para melhor pesquisar as causas e indicar tratamento
A alopecia areata, também é reversível, mas, além de rarear o volume capilar, pode causar a
queda também em pequenos locais delimitados. Normalmente causadas por estresses traumáticos, doenças autoimunes, como lúpus, diabetes, tireoides, foliculites, vitiligo etc. Atinge, na maioria, pessoas jovens. Maior que a percepção da queda em si, é a queixa de pruridos, coceiras ou queimação local. Em alguns casos, a superfície das unhas apresenta também textura diferente como ranhuras verticais ou ponteamentos como a um dedal. Para identificá-la, puxe levemente uma pequena mecha de cabelos e veja se os fios soltos na mão ultrapassam seis. Caso positivo, procure ajuda de especialista, embora o cabelo volte a crescer, com textura diferente ou não,  completo ou parcial, rápido ou lentamente, ela pode ser recidiva e acompanhar períodos críticos.



Dentre todas as causas existentes e já estudadas de queda de cabelos, as que podemos evitar são as cosméticas por agressões químicas ou físicas. Tingimento, alisamento, secadores, chapinhas, lavagem muito quente, escovas progressivas quando não usados com segurança, podem causar danos irreversíveis. Hoje, estudos e testes são feitos de modo a melhorar a cada dia a segurança da cosmética.
Fatores que podem desencadear maior queda.
 - Anemias ou deficiência nutricional (cobre, zinco , ferro, vitamina B...).
   - Menopausa ou distúrbios hormonais que conduzam à falta de hormônio feminino.
 - Manuseio rotineiro no couro cabeludo que maltrata as raízes como tranças, desfiados, uso de bonés, presilhas, elásticos e tiaras etc.
   - Stress ou  ansiedade por quaisquer problemas, que causam um círculo vicioso.
   - O uso de dietas sem controle, de tratamentos ou medicamentos específicos como quimioterapia e radioterapia, por exemplo.
   - Predisposição pessoal e sazonal como estações do ano, ciclo lunar aliados a ciclo menstrual.
   - Inflamações no couro cabeludo ou doenças autoimunes, caspas ou seborreias.
   - Agentes nocivos ou mal administrados, como cigarro, ou tratamentos com  produtos de má qualidade.
O primeiro passo para um alerta é perceber o tamanho da perda. Preste sempre atenção e limpe com frequência as escovas e pentes para ver se tem  cabelos em demasia. Ao lavar os cabelos, como fica o ralo e o chão do banheiro? E seu travesseiro e as roupas que usa, como ficam? Lembre-se de que é considerada normal a queda de cerca de cem fios por dia.
Determina-se como queda de cabelos leve, quando os cabelos ficam mais finos, e percebe-se a redução do volume ao juntá-los com as mãos. Após, parecem ficar transparentes, e até podemos ver o couro cabeludo. Por fim, os fios ficam finíssimos , quebradiços e mais claros. Só a linha da testa é preservada, raleando todo o resto. Neste caso, a calvície já está consumada e só um tratamento mais invasivo pode resolver. 
Muitos mitos são apenas alimentados vulgarmente, e algumas atitudes podem melhorar ou até piorar a situação.
 - Xampus antiquedas nem sempre são eficientes, mas, sim, o manter a cabeça e fios limpos e protegidos da ação externa.


   - Lavar a cabeça todos os dias ou dormir com eles molhados, não fazem cair os cabelos, mas podem deixá-los mais secos e quebradiços se não usar o xampu correto.
   - Usar secador muito quente, enfraquece os fios, assim como a chapinha em cabelos frágeis, prefira outros métodos.
   - Com a idade e as mudanças hormonais, chega também uma leve calvície, que pode ser agravada com falta de cuidados já vistos.
   - Só faça tratamentos ou embelezamentos capilares com pessoas habilitadas.


   - Só use medicamentos indicados pelo médico, pois se inadequados, eles podem alterar a produção de hormônios ou a circulação sanguínea, ou até provocar efeitos contrários. O que é bom para um pode não ser para outro, e as terapias vão depender de cada caso.

 Mas, cuidar da alimentação vai ajudar bastante. Consuma alimentos ricos em selênio (mineral importante para a formação de cabelos e unhas, contido na Castanha-do-Brasil), proteínas e equilibre as vitaminas. A receita a seguir é uma ótima ideia. Prove!
Vitamina contra queda de cabelos
• 1 folha de couve lavada
• ½ limão com casca e sem sementes
• 1 colher de chá de gérmen de trigo
• 1 castanha-do-pará
• 200 ml de água
Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba a seguir para não oxidar. Tome diariamente por 3 meses e depois avalie os resultados. Esta bebida é rica em vitaminas e minerais que são essenciais para vencer a queda de cabelo.

Visite alguns sites mais detalhados sobre o assunto, como :

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...